Home Entretenimento Miss Brasil: modelo do RS diz representar cidade em SP por valorizar...

Miss Brasil: modelo do RS diz representar cidade em SP por valorizar ciência, lembra perda da avó e fala em papel pró-refugiados

Vitória Brodt nasceu em Porto Alegre e representou Campinas no Miss SP. Na véspera da final do concurso nacional, ela demonstra euforia e relata planos; veja fotos de todas as candidatas.

Vencedora do Miss Universo São Paulo 2023 em junho, a modelo Vitória Brodt, de 24 anos, demonstra euforia ao contar sobre a véspera de tentar realizar um sonho que começou há cinco anos para a família: vencer a final do concurso Miss Universo Brasil, marcada para a noite deste sábado (8).

A jovem nasceu em Porto Alegre (RS) e estuda ciências econômicas pela Universidade Federal de Rio Grande do Sul (UFRS) de forma on-line. No ano passado, ela percorreu aproximadamente 850 km até a capital paulista, onde passou a morar em busca de aperfeiçoamento e oportunidades nas carreiras de atriz e apresentadora, e com isso pode participar do concurso realizado em São Paulo. Ela chegou a cursar parte da graduação de pedagogia e tem curso de formação em teatro.

Não há exigência do Miss Universo SP nem do Miss Universo Brasil para que a candidata participante efetivamente resida ou seja natural da cidade escolhida, mas o município representado precisa ter um coordenador licenciado pelo evento. Ao g1, Vitória explicou os motivos de ter escolhido Campinas.

“Eu escolhi a cidade de Campinas por ter uma relação emocional muito forte com a cidade. Eu de fato acredito muito na educação, acredito muito na ciência e Campinas detém uma grande porcentagem de todo aparato científico do nosso país. É uma coisa muito impressionante ver o quanto a cidade cresce, o quanto a cidade se desenvolve. Uma cidade que acolhe”, explicou Vitória sobre representar a cidade do interior paulista. Ela também destacou que cogita morar futuramente na cidade para constituir família, por considerar mais tranquila do que São Paulo, e continuar estudos pela Unicamp.

Ela se emocionou ao lembrar que, na seletiva para as finalistas do Miss SP, foi comunicada sobre a perda da avó paterna Denise, que estava debilitada e com câncer. “Eu senti que havia acontecido na noite anterior, mas a minha família não contou. Quando estava entrando na seletiva, com mais de 70 modelos, meu pai mandou uma mensagem porque achou que ela [etapa] já tinha terminado e contou. Fiquei abalada, mas parece que ela estava comigo e levo junto nesse sonho”, falou Vitória.

Papel social
A cerimônia do Miss Brasil ocorre em um espaço de eventos, a partir das 21h. Vitória concorre com 26 modelos, representantes dos demais estados do Brasil, e o confinamento em um hotel para preparativos da disputa começou na segunda-feira. “Minhas expectativas são as melhores”, falou.

A projeção dela, caso vencedora, é ter um papel social pró-refugiados no Brasil e por meio de atuação junto ao Miss Brasil. De acordo com ela, a importância do Miss Brasil ultrapassa a questão de ser “a mulher mais bonita” e a sensação do momento é de realização, independente de quem seja eleita.

“Muitas pessoas não veem, mas são cinco anos de preparação para este momento. Oratória, aulas de geopolítica, inglês, passarela, postura, etiqueta. Capta pela beleza, mas o que fica é o que se pode trazer de integração e força para a sociedade. Eu quero trabalhar junto ao Miss Universo para gerar capacitação para as pessoas, há networking para que coisas boas aconteçam, ajudar a colocar refugiados no mercado de trabalho brasileiro”, ressaltou sobre os propósitos após o concurso.

Antes do Miss São Paulo, Vitória já havia concorrido em outros dois concursos: o Miss Rio Grande do Sul 2018, e o Miss Grand Brasil, em 2022.

O Miss Brasil
A premiação do concurso deste ano deve ultrapassar os R$ 150 mil. A vencedora participar do Miss Universo 2023, que será realizado no mês de dezembro em El Salvador.

Acre

Ludimila Souza Pereira, 21 anos. É estudante do curso de licenciatura em biologia no Instituto Federal do Acre (Ifac), e essa é a primeira vez que participa de um concurso.
Alagoas

Ruth Raphaela, 27 anos. Nascida em Taquarana, participa de concursos desde 2018 e é ligada a projetos sociais, incluindo apoio a ONGs como a Rede Feminina de Combate ao Câncer.
Amapá

Alessandra Ohana Nery Barcellos, 25 anos. Filha da Miss Amapá de 1984, ela é estudante de medicina, está no 6º semestre do curso na Unifap e atua em pesquisas científicas.
Amazonas

Alice de Lima Casanova, 25 anos. Nascida no interior de Manaus, ela é design de interiores e pós-graduada em administração.
Bahia

Raíssa Dutra Rodrigues, 22 anos. Filha de professores, é natural de Barra da Estiva e estuda odontologia na Universidade Federal da Bahia.
Ceará

Beatriz Militão, 25 anos. É estudante do curso de gestão financeira e caçula entre 15 filhos.
Distrito Federal

Thayná Lima, 27 anos. Modelo desde os 15 anos, ela cursa medicina veterinária e destaca descendência quilombola.
Espírito Santo

Anna Beatriz Pereira de Souza, 19 anos. Nasceu em Vitória, é formada em eletrotécnica e empreende desde os 17. Além disso, é modelo profissional e maquiadora.

Goiás

Renata Guerra Otoni de Abreu, 27 anos. Nasceu em Anápolis-Góias e permaneceu na cidade até a adolescência. Modelo profissional, mudou-se para a Europa para trabalhar e é mãe.
Maranhão

Lorena Caroline Maia e Silva, 27 anos. Empresária no ramo da moda, ela é modelo e mãe. É natural de Minas Gerais, mas mora no Maranhão há 14 anos.
Mato Grosso

Bárbara Reis, 26 anos. Modelo e influenciadora digital, Bárbara é estudante de publicidade e propaganda e design de moda.
Mato Grosso do Sul

Rebeca Campos Vianna, 24 anos. Modelo e empresária, ela nasceu em São Gabriel do Oeste e depois se mudou para a capital do estado após perder a irmã gêmea.
Minas Gerais

Isadora Lúcia de Souza Silva, 21 anos. Nasceu em Ouro Preto, é estudante de jornalismo e modelo.
Pará

Milena Gomes de Jesus, 25 anos. É professora de biologia por formação e atualmente empreende no ramo da confeitaria artesanal.
Paraíba

Ana Vitória Jacinto Araújo, 24 anos. Ela é modelo desde os 13 anos e atualmente cursa graduação na área de enfermagem.
Paraná

Mariana Becker, 26 anos. Formada em administração e modelo comercial, ela já morou fora do país duas vezes para estudar e trabalhar.
Pernambuco

Maria Erivânia Izídio Souza, 24 anos. Ela é professora de biologia formada pela UFPE e atualmente faz mestrado em geociência na área da paleontologia.

Piauí

Gabriela Reis Menezes, 26 anos. Natural de Teresina, ela é mãe de duas crianças, formada em direito e trabalha na área voltada ao direito aeronáutico.
Rio Grande do Norte

Giovanna Maria França, 22 anos. Ela é nutricionista e pós-graduanda em nutrição clínica hospitalar.
Rio Grande do Sul

Maria Eduarda Ribeiro Brechane, 19 anos. Ela nasceu em Rio Grande e estudante de jornalismo.
Rio de Janeiro

Paula Cardoso, 27 anos. Ela é modelo, atleta de jíu-jitsu e participa de concursos desde 2018.
Rondônia

Vitória Ribeiro de Brito, 19 anos. Ela é empreendedora no ramo de moda.
Roraima

Manoela Figueira Salcides, 23 anos. Ela é estudante de design de moda, bailarina e ativista na causa animal.
Santa Catarina

Sasha Benner Bauer, 24 anos. Ela nasceu em Blumenau e é bacharel em direito.
Sergipe

Gabriela Botelho Campos Serrano, 22 anos. Natural de Minas Gerais, trabalha como modelo desde os 4 anos. Formada em administração, atualmente estuda design de moda.
Tocantins

Victória Guarda Schneider, 23 anos. Nascida e crescida em Palma, ela é formada em relações internacionais e economia, e atua como empresária no segmento de moda.

Ultimas noticias